Falta pouco para começar o maior torneio de poker anual da América do Sul. A abertura do BSOP Millions será na próxima terça-feira (28), cercado de muita expectativa. Só no Main Event, são R$ 7 milhões garantidos em premiação, sendo R$ 1,5 milhão para o grande campeão do torneio. No ano passado, o Millions teve o primeiro campeão estrangeiro, o que ajudou a construir uma difícil curiosidade.

A vitória do paraguaio Gustavo Soler no Main Event acompanhou o que aconteceu nos outros dois torneios mais importantes da gigantesca grade do festival. No Super High Roller, com buy-in de R$ 15.000, o vencedor foi o jogador franco-angolano Rachid Amamou, enquanto o LAPT / BSOP, que substituiu o High Roller tradicional, teve como campeão o argentino Nacho Barbero.

O francês radicado na Angola desbancou o field mais técnico da grade do BSOP Millions e uma constelação de craques brasileiros para levar R$ 271.000 pela vitória. O craque argentino Nacho Barbero levou o inédito tricampeonato do LAPT derrubando 329 adversários, que pagaram o buy-in de R$ 8.000. O prêmio da vitória foi de R$ 341.184, após acordo com Thiago Grigoletti e Felipe Pasini.

Em 2017, nenhum estrangeiro conseguiu chegar ao topo no Main Event nas outras seis etapas do ano do BSOP. Por outro lado, os argentinos Nicolás Velarde e Ramiro Petrone conseguiram vitórias no High Roller dessa temporada (Foz do Iguaçu e Punta del Este), enquanto o uruguaio Mario Bonanata triunfou uma das edições do High Roller Single-Day.

Agora, resta esperar. Será que vem uma nova invasão de títulos estrangeiros no principais torneios do Millions 2017?
Credito:Superpoker